segunda-feira, 17 de abril de 2017

Nando Reis - Nova Prata


Artista - Guns N´Roses 
Foto do Facebook Oficial do Nando Reis

Nome do Show - Jardim Pomar 
Local - Grêmio Pratense - Nova Prata 
Data - 15/04/17 
Opinião - maravilhoso. 
O ruivo mais fofo do Brasil com aquela voz única e as letras perfeitas, só podia ter sido sensacional. 
Uma pena que o clube de Nova Prata tem uma acústica ruim, mas indo mais para perto do palco se ouvia perfeitamente bem. 
Nando Reis é carismático, querido, lindo (eu acho!) e as músicas são encantadoras. 
Legal e impagável foi rever os amigos, todo mundo num clima animado, e ver/ouvir minha filha cantando com as amigas. 
Não consegui o setlist de Nova Prata, mas olhei o de Uruguaiana que foi um dia depois e está parecido, senão igual. 
Por mais Jardins Pomares em nossas vidas!!!  


Set List 

Infinito 8 
Infernal 
Inimitável 
Marvin 
Lobo Preso em Renda 
Os Cegos do Castelo 
Deus Meu 
O Meu Posto 
4 de Março 
Nos Seus Olhos 
Só Posso Dizer 
Concórdia 
Luz dos Olhos 
Dois Rios 
Pra Musa 
Relicário 
Prá Você Guardei o Amor 
All Star 
Quem Vai Dizer Tchau? 
Por Onde Andei 
Sutilmente 
Sou Dela 
Mantra 

Encore: 
O segundo Sol 
Do Seu Lado 

Fotos e Vídeos:
Foto do Lu Leon
video

Vídeo de Lu Leon

segunda-feira, 10 de abril de 2017

I Saw The Sun - 2009

Seja por uma causa absurda como a religião, seja por preconceito ou
ignorância, o ser humano continua me surpreendendo pelas atrocidades que é capaz. 
A cena dos irmãos na ponte, onde Kadri (Cemal Toktas) assume que é travesti para os outros dois é emocionante. 
Mas a mais chocante mesmo é a cena em que o avô cego fica cuidando das seis crianças e duas delas saem para brincar enquanto as menores tentam "limpar" o único menino, um bebê de poucos meses. Arrepiante. 
No IMDB
Nota 7,0.
Recomendo. 

Sinopse do NoNetflix: Uma guerra de 25 anos força os integrantes de uma família curda a abandonar sua vila no sudeste da Turquia e se mudar para Istambul. 

Diretor: Mahsun Kirmizigül 

Elenco Principal: 
Mahsun Kirmizigül 
Demet Evgar 
Murat Ünalmis 
Cemal Toktas 
Erol Demiröz 
Altan Erkekli 

Trailer:

A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos - 2017


Se já é difícil nos dias de hoje defender uma posição, seja ela qual for, ainda mais se for minoria, imagino o quanto foi complicado para esta mulher que saiu de uma zona de conforto e lutou muito a favor, nada mais nada menos, do que um estado laico. 
Obviamente ela foi perseguida, odiada e jurada de morte, tendo um fim que horrível. Porém, seu legado permanece e a luta continua mesmo nesses tempos de ódio.
No IMDB
Nota 7,0. 
Recomendo. 

Sinopse do Adoro Cinema: Na década de 1960, a ativista ateísta Madalyn Murray O'Hair decidiu lutar contra a religiosidade de seu país com o objetivo de criar uma sociedade mais laica ao conseguir que a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubasse a obrigatoriedade da leitura da Bíblia nas escolas públicas. No entanto, este ato político gerou uma verdadeira onda de perseguições e ódio que Madalyn nunca pôde prever. 

Diretor: Tommy O'Haver 
Elenco Principal: 
Melissa Leo Brandon 
Mychal Smith 
Juno Temple 
Michael Chernus 
Rory Cochrane 

Trailer: 

A Decadência de Joe Albany - 2014


Joe interpretado magistralmente por John Hawkes mostra que, como a maioria
dos artistas de jazz, Joe Albany sucumbiu à heroína, de quem era um escravo acima de tudo, até mesmo do amor por sua filha. 
Entre idas para a prisão, viagens e deportações, a história é contada pela filha dele, Amy. 
Flea (do RHCP) faz o amigo de Joe Albany, Hobbs. Também irreconhecível. Só soube que era o baixista lendo mais sobre o filme no IMDB. 
No IMDB
Nota 7,0. 
Recomendo. 

Sinopse do Adoro Cinema: A derrocada do pianista de jazz Joe Albany (John Hawkes) a partir do ponto de vista de sua filha, Amy (Elle Fanning). Na cena jazzística dos anos 60 e 70, ele se afunda nas drogas. 

Diretor: Jeff Preiss 

Elenco Principal: 
John Hawkes 
Elle Fanning 
Glenn Close 
Peter Dinklage 
Flea 

Trailer: 

Sobre Amigos, Amor e Vinho - 2014

O nome traduzido não tem nada a ver com o original (Barbecue). 
O filme é ótimo, achei interessante o tema que aborda. Conta sobre a crise vivida por um homem de meia idade que se cuida desde sempre, porém sofre um infarto mesmo assim. 
Dali para frente os questionamentos dele fazem com que todos à sua volta repensem suas próprias existências. 
Gostei bastante e vi no Telecine Cult. 
No IMDB
Nota 7,0. 
Recomendo. 

Sinopse do Adoro Cinema: Antoine Chevalier (Lambert Wilson) sofre um ataque cardíaco no dia em que comemora com amigos seu aniversário de 50 anos. Ele se dá conta que passou boa parte dos últimos anos tomando cuidados com a saúde e a aparência e, decepcionado com o acontecido, decide adotar um novo estilo de vida. 

Diretor: Eric Lavaine 

Elenco Principal: 
Lambert Wilson 
Franck Dubosc 
Florence Foresti 
Guillaume de Tonquédec 
Lionel Abelanski 
Jérôme Commandeur 
Sophie Duez 

Trailer:

segunda-feira, 27 de março de 2017

Era Uma Vez - 2008


É um tipo de Romeu e Julieta brasileiro. Ela rica, mora na Vieira Souto e ele mora no Cantagalo, na favela que fica atrás da parte nobre da cidade.
Thiago Martins bem novinho, relatando o que poderia ter sido a vida real dele, que igual ao seu personagem nasceu na favela e desceu o morro em busca da melhora de sua condição de vida.
Gostei.
No IMDB.
Nota 7,0.
Recomendo.

Sinopse do Adoro Cinema: Rio de Janeiro. Dé (Thiago Martins) mora na favela do Cantagalo, em Ipanema. Filho da empregada doméstica Bernadete (Cyria Coentro) e abandonado pelo pai, Dé viu seu irmão Beto ser assassinado por um traficante e seu outro irmão, Carlão (Rocco Pitanga), ser exilado da favela pelos bandidos. 
Decidido a não seguir o caminho do crime, Dé trabalha vendendo cachorro-quente num quiosque da praia. De lá ele observa Nina (Vitória Frate), filha única de uma família rica que mora na Vieira Souto, avenida em frente à praia. Os dois se conhecem e acabam se apaixonando, porém as diferenças entre seus mundos geram diversas críticas e preconceitos velados. 

Diretor: 

Elenco Principal:

Trailer:

Canção de Susannah - A Torre Negra

FICÇÃO - CANÇÃO DE SUSANNAH - A TORRE NEGRA - Vol VI

Autor: King, Stephen
Idioma: PORTUGUÊS
Editora: Suma das Letras
Assunto: Ação e Suspense
Edição: 1
Ano: 2013
ISSBN: 9788581050263

Resenha segundo a Saraiva: Inspirada no universo imaginário de J.R.R. Tolkien e repleta de referências à cultura pop, às lendas arturianas e ao faroeste, a série 'A Torre Negra' mistura ficção científica, fantasia e terror numa narrativa que forma um verdadeiro mosaico da cultura popular contemporânea. Seus sete volumes reúnem todos os temas sobre os quais Stephen King escreveu ao longo de sua carreira, até o limite da meta ficção quando, em Canção de Susannah, a vida real do próprio autor se mistura à trama do livro. 
Depois de concluído, o projeto suscitou algumas polêmicas. 'Não importa como eu terminasse a série os leitores iriam ficar irritados comigo', afirmou King numa referência ao trecho do livro Canção de Susannah em que ele aparece como personagem da trama. Muitos leitores ficaram contrariados com o fato. 'Eles reclamaram muito. E não importa quantas vezes você afirme aos leitores: vocês não entendem. Eu não fiz nada. A história da série é que me criou. Eles simplesmente não entendem isso', diz o autor.

Minha Opinião: de todos os livros da série esse foi o mais estranho. É como se fosse uma passagem para o livro final.
Não achei ruim a inclusão de Stephen King na trama. Acho que consegui entender o que ele pretendia com isso.
Dessa vez o ka estava dividido: Calahan, Oi e Jake, Roland e Eddie, Susannah e Mia. Da mesma forma que o quarto volume, acaba sem uma conclusão deixando explícita a necessidade da continuidade no próximo volume. 

Nota: ♥♥♥♥♥

terça-feira, 21 de março de 2017

Barcelona II

19-02-17 - Saímos de Valência ao meio-dia, seguindo pela AP-7 em direção à
Plaza Espanha
Barcelona. A estrada também foi margeando a costa do Mediterrâneo. Nos deparamos com várias plantações de laranja.
Também, ao longo do caminho havia algumas pequenas construções de muitos séculos atrás que serviam de guarita para guarda da costa espanhola. Bem interessante.
Almoçamos na estrada num paradouro. 
Chegamos no final da tarde em Barcelona. Fomos direto ao hotel Catalonia 305. Aqui as avaliações do Trip Advisor.
Bom, o hotel é legalzinho, mas é muito longe dos pontos turísticos. Para se ter uma ideia, quem conhece Barcelona sabe que ela tem uma parte no alto e a parte baixa que é mais turística. Nos ficamos na parte alta, a apenas uma estação de metrô do Tibidabo... 
Bom, largamos nossas malas e a mãe, a Rafa e eu fomos bater perna. Entramos até na via errada do metrô me obrigando a comprar de novo a passagem single. Affff! 
Fomos parar na Praça Catalunha e dali a pé pela rambla até a estátua de Colombo. No meio entramos no bairro Gótico, entramos na catedral gótica, passeamos pelas ruelas e continuamos até chegarmos na Plaza Real que de noite é mais linda que de dia. 
Saímos para a Rambla.
A mãe insistiu e entramos no Museu de Cera. Assim, dá para se divertir mas
Plaza Catalunha
quem já foi em outros vai achar esse meio, como posso dizer, antiquado. E quando pensamos que ia começar a valer, acabou. Nos vimos do lado de fora... mas tudo bem. Conhecemos!
Voltamos pela rambla, comemos e voltamos de táxi pro Hotel. Saiu caro porque além de ser longe, eu não tinha prestado a atenção, o taxímetro corre mesmo com o carro parado. 
...
20-02-17 - Nesse dia, após o café, fomos fazer o tour com o pessoal do pacote. Foi bem bacana rever tudo alguns meses depois e escutar a Maria, nossa guia, falando com aquele sotaque valenciano lindo.
Primeira parada na parte mais norte da Barceloneta para fotos do peixe sem cabeça, do pier, da vela, da praia, do cassino...
Paramos na frente da Sagrada Família, onde a guia local nos explicou algumas particularidades da igreja. Depois voltamos ao ônibus e passamos do outro lado, na Plaza Espanya e um pouco do Montjuic
Quem seguiria com o pacote a parte (Park Guell, bairro gótico e Poble Espanyol) ficaria ali mesmo no Montjuic. Não fomos porque cobravam 45 EUR por pessoa e como eu já tinha as entradas bem mais em conta - explico abaixo - do Parc Guell, já conhecia o Bairro Gótico, resolvemos aproveitar a tarde de outro jeito.
Nós seguimos até a plaza Catalunha onde nos despedimos da guia e do pessoal que ia embora de noite.
Fomos caminhando pela rambla, entramos no bairro Gótico e almoçamos no Dionisos da praça George Orwell. Eu adoro o Dionisos porque é super bem
Park Guell
servido, comida grega e o menu do dia sai por 10EUR com direito a entrada e prato principal, pão (muiiiiiito bom), sobremesa (postre), bebida (vinho/suco/água) e café. Se comer do lado de fora sai por 11EUR.
Depois do almoço fomos caminhando, entramos no Mercado La Boqueria e, em seguida até o final da Rambla. 
Após as fotos de Colombo, entramos no pier, fomos no Shopping Maremagnun pela Rambla del Mar no Port Vell e o pai, a mãe a Rafa foram no L´Aquarium enquanto esperei do lado de fora no Passeig d´Itaca. 
Já tinha ido antes então não valia a pena entrar de novo. Também comprei as entradas pela internet para eles. 
Dica: Saí 10% mais barato comprar online e evita filas (evita las collas!).
Ao saírem, a Rafa, a mãe e eu ficamos no shopping e o pai ficou esperando sentado num banco da Rambla de Mar.
Depois caminhamos pelo Moll de Bosch i Alsina, Mol del Dipòsit, Passeig de Joan de Borbó e entramos na praia da Barceloneta... caminhamos, sentamos, presenciamos um acidente de roller, caminhamos mais um pouco, entramos num boteco chino, fomos embora de táxi. Mortos e esturricados de cansaço.
...
Park Guell
21-02-17 - Sem guia e livres, após o café caminhamos até o Park Guell de onde estávamos hospedados, seguindo pela Ronda del General Mitre até chegarmos numa perpendicular ao parque. Daí subimos e chegamos nas escadas rolantes (escaleras). Eu já tinha comprado as entradas antecipadas e nosso horário era 9:30. No site consegui comprar duas entradas pela metade (meus pais são aposentados - jubilados e maiores de 65 anos). Saiu bem em conta.
Passeamos pelo Park Guell, eles entraram na casa de Guardia que eu já tinha entrado. Depois de explorar, descemos a Carrer del torrent de les Flors e chegamos no Passeig de San Joan. Sentamos algumas vezes e seguimos até o Arc do Triomf (quem conhece sabe a pernada que é! Aqui bato palmas pros meus pais!!!! Só eles para me acompanharem mesmo!). entramos no Parc de la Ciutadella e fomos em direção à deslumbrante Cascada Monumental. 
Contornamos o parque até o Zoo. Compramos as entradas na hora. 
Aqui uma dica: vá bem confortável porque o zoo é imenso, tem muita coisa para ver... e ele tem várias áreas para piquenique!!!
Ao saírmos, varados de fome, passamos o Passeig de Picasso e entramos no Dionisos (delícia!!!)... a essa altura nossa pernas estavam ululando!!!! 
MNAC
Depois do almoço atravessamos a Av del Marquès del Argentera e entramos na Estação França de trem, para eles conhecerem.
Depois entramos na Via Laietana e ao chegar na altura da Catedral caminhamos até a Plaça Nova. Pela Carrer de la Portaferrissa chegamos na Rambla e na Plaza Catalunha pegamos o metrô até a estação El Putxet, mais próxima do hotel. Morremos... nem preciso dizer que esse dia foi longo...
...
22-02-17 - Saímos depois do café, descendo a Muntaner (rua do Hotel) até a Carrer D´Aragó. Fomos em direção ao Parc de Joan Miró. Descansamos um pouco aí e atravessamos em direção à antiga Praça de Touros que hoje é um shopping. Caminhamos um pouco lá em cima e tem vistas lindíssimas do MAC e da cidade.
Depois caminhamos subindo a Plaza de Espanha (amo!) até o MNAC, contornamos o museu e caminhamos em direção à Fundação Miró. Depois dali fomos no teleférico de Montjuic que leva a gente até o alto do morro. Pode-se escolher entre as opções só ir ou ir e voltar ao Mirador. 
Ao descer alguns degraus pegamos um ônibus até Plaza de Espanha e
Arenas de Barcelona
entramos na Gran Via de les Corts Catalanes, almoçamos e, depois de retomarmos a caminhada longa entramos na Carrer de Sardenya. Tinha comprado os ingressos antecipadamente para entrar na Sagrada Família às 16:00. Também com os descontos de jubilados e crianças até 14 anos. Não comprei o ingresso para a cúpula e me arrependi. Mas mesmo assim valeu a pena a visita. Ao chegar esperamos um pouco na praça de Gaudi até nosso horário. 
Na saída caminhamos mais um bocado até acharmos um táxi para ir para o hotel. 
Tá, eu sei que massacrei a galera, mas acho muito tri caminhar e adoro. Nem todo mundo consegue me acompanhar e reforçaram a minha alcunha de General dessa vez.
Voltamos ao hotel. Podres. De novo.
Plaza Espanha
23-02-17 - dia de voltar, mas como transfer era só 17:00 saí com a Rafa e a mãe e fomos passear. Elas compraram algumas coisas na H&M e entramos na FNAC. Depois voltamos de metrô e a mãe e a Rafa foram numa loja que já tínhamos passado. Eu voltei ao hotel e fui almoçar com meu pai num restaurante na Via Augusta.
Às 17:00 o transfer chegou e fomos ao aeroporto. 
Bye bye Espanha!!!!! Chuifes!
Adorei a viagem.


Sagrada Família

Plaza Espanha

Sagrada Família

Sagrada Família

Sagrada Família

Sagrada Família

Sagrada Família

Sagrada Família

Mirador de Montjuic

MNAC

Plaza Espanha

Plaza Espanha

Plaza Espanha

Plaza Espanha

Tibidado vista do alto da Arena de Touros

Arena de Touros - hoje shopping

Linda! 

Bairro Gótico

Bairro Gótico

Zoo

Zoo

Zoo

Zoo

Bairro Gótico

Zoo

Zoo

Parc de la Ciutadella

Parc de la Ciutadella

Parc de la Ciutadella

Park Guell

Park Guell - casa da guarda

Park Guell

Park Guell



Parc de la Ciutadella

Park Guell

Park Guell

Park Guell













La Caperucita Roja - de Josep Tenas (1921) escultura de bronce, fundida por Gabriel Bechini. 


Zoo

Arquitetos enlouquecem em BCN

Parque Gaudi em frente à Sagrada Família

Sagrada Família


Park Guell


Fontes:
Blog Passaportebcn.com